Por que ainda precisamos falar sobre diversidade nos ambientes de TI?

Por que?

Quem atua no mercado formal de trabalho hoje lida com as constantes mudanças comuns à cultura da inclusão. Em escritórios nos deparamos com pessoas de diferentes gerações, anseios e responsabilidades.

As pluralidades da sociedade: gênero, etnia, condições físicas e de vida, já estão refletidas no mundo corporativo. Nos ambientes de TI as equipes multidisciplinares são utilizadas como base para a aplicação de metodologias de trabalho capazes de garantir entregas “rápidas”. Isso, por formar times heterogêneos, contendo um pouco de cada especialidade necessária ao antedimento de produtos específicos, restringindo com isto os seus focos de atuação e por consequência ganhando em produtividade.

A esses times  deu-se a responsabilidade de decidir estratégias às soluções: o que fariam e em quanto tempo; com qual o grau de prioridade; e, com quais custos e ferramentas. Eles ganharam a capacidade de discutir ideias. Mas como ser eficaz se só ouço a minha parte da  clientela, a minha “face da moeda”, quando o mundo a quem atendo me apresenta múltiplas?


Por que uma figura “diferente” em meu time ainda me incomoda tanto?

Pela falta de representatividade. E o que isto significa? Que embora eu tenha contato com pessoas “diferentes” de mim em meu meio de convivência ou ambiente trabalho eu não as tenho como modelo, eu ainda não as enxergo como um exemplo a ser seguido ou muitas vezes não valorizo o seu discurso:

  • Apenas 2% dos funcionários das maiores empresas brasileiras são pessoas com deficiência (o mínimo exigido pela lei);
  • As mulheres representam 58,9% dos estagiários e apenas 13,6% das vagas executivas;
  • As mulheres recebem 70% da massa salarial obtida pelos homens;
  • Não existe um executivo de origem indígena nas empresas estudadas;
  • 94,2% dos cargos executivos pertencem a brancos, enquanto apenas 4,7% dos negros ocupam cargos nesse nível. Superatualizado

E por isso é tão importante incluir, para que pela noção de representatividade, cada pedacinho da sociedade se sinta motivada a colaborar com novas ideias. Soluções essas que poderão ser usadas por todos.


É lacração? É vitimismo? É mimimi?

Continuar lendo

Inclusão SW

Pessoal,

Estou criando um espaço a mais no meu blog para acolher àquelas pessoas que não sejam área de TI, mas que têm curiosidade pela área, como é o caso do meu vizinho, pai querido de um amigo meu. Bom.. caso tenham dúvida a respeito de algum tema básico assunto, expressão utilizada na área de desenvolvimento de software, comenta aí!

 

ATENÇÃO: Eu não sei de Tudo, é claro, eu não sou Deus! uaahuh Mas eu prometo que vou fazer de tudo para buscar uma explicação para o porquê de o seu problema/dúvida, caso eu não saiba responder. Vamos juntos caminhar para evoluir, blz?

 

logo_inclusao_sw

Abçs e obrigada! 🙂